Blog

Carro blindado usado vale a pena? Saiba como avaliar.

Veiculo blindado usado compensa

A procura por veículos blindados é um reflexo da violência urbana que presenciamos principalmente nas grandes metrópoles. Apesar de muitos motoristas se interessam pela segurança proporcionada por um carro blindado, essa aquisição está muito longe de ser algo de alcance de todos os consumidores.

Trata-se de um procedimento que é praticamente o preço de um carro popular 0 km completo: normalmente tem preço inicial de cerca de R$ 40 mil dependendo do modelo e do tipo da proteção.

Quanto custa blindar um carro?

Analogamente, a blindagem de um sedã custa entre R$ 45 e 50 mil. Já a de um esportivo fica entre R$ 48 e 53 mil. Tudo, claro, somado ao valor do carro. Além disso, a depreciação do blindado é maior do que a de um carro comum: em alguns anos ele pode custar a metade do preço.

Descubra quais fatores contribuem na desvalorização de um veiculo na venda

Por outro lado, não é difícil encontrar anúncios de veículos blindados usados com um preço muito atrativo. Isso acontece porque a desvalorização desse tipo de veículo é muito alta, já que a maioria das pessoas não quer arcar com os custos extras de manutenção de uma blindagem. Além disso, ainda existe a preocupação com as condições gerais do carro, pois há um desgaste em todo o veículo por consequência do peso extra.

Mas afinal, vale ou não a pena investir em um usado blindado?

A resposta é: depende. Confira algumas dicas para fechar um negócio seguro:

1- Certifique-se da seriedade e credibilidade da blindadora 

2- Verifique se a blindagem consta no documento do carro. É necessário que o termo “modificado blindagem” conste no Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV)

3- Dê preferência para carros mais potentes que não vão ser tão prejudicados  com o peso extra da blindagem

4- Cheque o sistema de ar-condicionado: como o carro vai trafegar sempre com os vidros fechados, ele deve estar funcionando em perfeito estado

5- Verifique se os vidros não possuem sinais de delaminação. Se possuírem, existem empresas que fazem esse tipo de reparo, mas o ideal é fazer um orçamento antes de fechar o negócio para saber se vale a pena o custo do conserto. Manchas brancas ou trincas nos vidros não possuem concerto.

6- Verifique o alinhamento, abertura e fechamento das portas, capô e porta-malas, além da velocidade de abertura e fechamento do vidro que deve ser compatível com a de um carro comum. É possível que o desmonte do carro para a instalação da proteção não tenha sido feita adequadamente e tenha danificado esses componentes

7- O veículo não deve ter sinais de entrada de água ou mofo, pois a umidade pode danificar a aramida usada na blindagem. A manutenção do carro blindado deve ser feita sempre que faltar 10 mil quilômetros para a revisão,  certifique-se se tudo está em dia.

8- Faça uma consulta veicular completa para certificar-se de que o veículo não possui restrições e impedimentos, indícios de sinistro e muito mais.

E então, vale a pena um carro usado blindado?

Na hora de comprar um blindado é necessário tomar alguns cuidados, o primeiro é conhecer a marca da blindagem, para ter certeza que a blindadora ainda está em funcionamento. De tal forma, para quem busca um veículo usado pode ser uma boa oportunidadeÉ possível encontrar no mercado de usados carros em boas condições a preços bem abaixo do mesmo carro não blindado.

Em suma, é importante ressaltar que os custos com manutenção, seguro e combustível do veículo blindado serão maiores. Além disso, caso necessite de conserto, o custo também será maior do que de um carro convencional.

Veja também: 5 principais problemas mecânicos em carros usados

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar

Carrinho ({{getQtdItemsCart()}})

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +
Total a pagar: R$ {{getTotal() | number : 2}} Ir para o pagamento