Blog

Como saber se o veiculo é de leilão?

onde saber se o veiculo é de leilao

Muitas pessoas que compraram um veículo usado ficam sabendo, às vezes na hora de revendê-lo, que o mesmo foi adquirido anteriormente em um leilão.

Leilões costumam revender veículos basicamente com essas três origens:

  • Recuperados de seguradora, por furto ou sinistro (batidas)
  • Renovação de frota de empresas
  • Instituições financeiras que recebem carros dados em garantia de empréstimos, ou recuperados de financiamento não pagos

Mas, o descontentamento com um carro de origem de leilão ocorre apenas quando o vendedor não informa a procedência do veículo de seu interesse.

Sabemos também que há aumento de interesse em veículos de leilão, principalmente pelo baixo valor do veículo. Neste link (veja aqui) você pode conferir a quantidade de editais, e quando ocorrerá os leilões de veículos apreendidos pelo Detran de São Paulo, por exemplo.

Com o aumento de veículos colocados em leilões, e empresas que estão fazendo leilões online, não é difícil chegar a conclusão que boa parte dos carros e motos estacionados em lojas de usados e semi-novos teve origem em leilões. Com o “não-informe” da origem, e casos de concessionários revendendo sem avaliar corretamente, é causa do preconceito entre os consumidores.

Como saber se o veículo é de leilão?

Há duas maneiras de descobrir a origem do carro:

  1. Utilizar o serviço de diversas perícias automotivas
  2. Consultar a Olho no Carro, que faz a pesquisa do histórico do seu automóvel. Apenas pela placa do carro, a consulta traz apontamento de indicio do sinistro ou leilão do veículo desejado. A consulta de leilão custa só R$ 19,90.

O custo benefício não é muito bom?

como saber se o veiculo é de leilao

Apesar da surpresa, será que há algum problema?

Primeiramente, vendedores honestos deveriam informar a origem do veículo, principalmente se questionada pelo potencial comprador. É claro que a maioria deles esconde esse fato. Isso devido ao temor que o cliente desista da compra ou chore por mais desconto.

Do ponto de vista da qualidade do produto, um veículo de leilão pode ter condições tão boas quanto qualquer outro semi-novo à venda. Entretanto, como boa parte das unidades ocupadas nos pátios dos leiloeiros, os veículos podem ter sido recuperados de roubo, furto, batidas em geral. Ou, também podem terem sido leiloados por não estarem de acordo com as leis de trânsito vigentes. Dessa forma, pode causar a você mais gastos futuros.

Mitos e verdades: quais as principais dúvidas de carros de leilão?

1 – O documento do veículo sempre informa que a origem é de leilão?

MITO. De antemão, o documento do carro não diz que ele foi comprado em leilão. Essa informação pode aparecer em laudos que são realizados para fazer a transferência do veículo. O que pode aparecer no documento é a informação de que ele foi recuperado de sinistro. Portanto, há outros motivos que fazem o carro ir para leilão que pode ser que não apareçam nos documentos. Por esse e outros motivos, além do custo-benefícios aconselhamos a fazer a consulta veicular completa. Que além de leilão, a consulta completa (clique aqui para saber mais) aponta vários outros históricos.

2 – Todos carro de leilão é sempre danificados internamente?

Mito. Essa é o maior mito acerca dos carros leiloados. Conforme já falamos neste artigo, embora seja verdade que existam leilões de carros sinistrados, vindos de alagamentos ou de veículos parados há muito tempo sem manutenção (os de pátios públicos), é errado dizer que todos os veículos possuem problemas mecânicos.

É comum encontrar em leilões também os carros novos ou com pouca quilometragem rodada. Como os carros de vitrine ou test-drive, assim como os recuperados de financiamento em débito. Sendo assim, é possível comprar carros nunca – ou quase nunca – usados, por um preço abaixo do mercado e sem ter dores de cabeça na seguradora.

Mas em qualquer um dos casos, é importante que o vendedor sinalize a origem do carro e você faça uma compra consciente. Caso você faça a consulta (clique aqui para fazer) e descubra que o carro é de leilão, desconfie! Algo mais grave pode ter por trás.

Seguradoras não cobrem carros de leilão?

MITO. Primeiramente, as seguradoras asseguram normalmente carros comprados em boas condições: como os que vindos de renovação de frota ou os que os bancos retomam de financiamentos não pagos. Para isso, basta você apresentar o laudo da inspeção veicular atestando as boas condições do veículo. Também vale pesquisar em diferentes seguradoras do mercado.

Na contramão, os veículos batidos enfrentam mais restrições, não exclusivamente por ter sido adquiridos em leilão. A aceitação depende do nível do dano e da qualidade do conserto. Em suma, algumas companhias se recusam ou aceitam fazer o seguro até um limite do valor de tabela daquele ano e modelo.

Leia mais em: “Seu veículo foi recusado pela seguradora? Entenda o porquê!

Quero comprar um carro de leilão. As dívidas e multas anteriores ao dia do leilão não informadas no edital são de responsabilidade minha?

MITO. Leia bem o edital de compra! O edital do leilão deve trazer a relação de multas do veículo e informar que pagamento deve ser feito pelo novo dono. Caso alguma multa nova anterior à data do leilão aparecer e não tiver sido informada no edital, o pagamento é de responsabilidade de quem está vendendo. É assim também em transações “normais” de compra e venda de veículos.

E então? Não é melhor ter a certeza e consultar se o carro é de leilão?

Quer fazer a consulta completa?

Ou te interessa apenas saber se o veiculo é de leilão?

historico veicular gratis e pago

O veículo é de leilão. E agora?

Se você comprou um veículo e foi enganado pelo vendedor quanto à origem, você tem todo direito de procurar seu advogado ou fazer uma reclamação no Procon. O caso é mais grave se o veículo foi recuperado de sinistro (acidente) e você não foi informado antes da compra.

Se você pretende adquirir um veículo semi-novo ou de leilão, você deve fazer uma inspeção em busca de indícios de problemas que afetem a vida útil. Preste atenção na check-list que vamos citar abaixo neste artigo! Levar um mecânico de confiança na visita é sempre uma boa ideia.

Se você adquiriu um veículo de leilão e for questionado por um comprador, seja justo e abra o jogo. Sua sinceridade vai ser recompensada pela confiança do possível comprador, principalmente se você souber explicar o valor do carro. Os ajustes que foram feitos, as peças trocadas, porque o carro foi a leilão… de modo que mostre que o veículo é bom apesar de ter sido comprado em leilão. Sem contar que você, por lei, tem que dar garantia do que vende.

Atenção: Revender veículo de leilão não é ilegal. Não sofre depreciação de mercado se apresentar boas condições físicas (acabamentos) e técnicas (motores e equipamentos).

O que de fato compromete o carro e a venda dele?

Conforme falamos acima, de todas as três principais procedências de carros de leilão, a mais “danosa” ao veículo e ao seu bolso é a que tem origem por colisão (batida) ou até alagamento.  Se você descobriu que o carro é de leilão, ou se conscientemente está optando em comprar um carro de leilão, atente seu olhar a esses cuidados. Veja esta check-list para ter certeza de que a compra é boa:

  • Diferença de pintura entre cada lado do carro ou moto
  • Marcas de terra debaixo dos bancos e carpetes
  • Carpete e forração descolando e/ou estufados
  • Espaço irregular ou vão ao fechar as portas
  • Portas que raspa nos batentes
  • Dispositivo do cinto emperrando ou com mal funcionamento
  • Número de chassi do motor diferente do original (veja mais sobre veículos clonados aqui)
  • Óleo escorrendo do escapamento
  • Água dentro dos faróis e lanternas
  • Fumaça saindo do escape

Veja também: Carro de leilão, é um bom negócio?

  • Compartilhe essa informação para um amigo, ela pode ser útil para ele também:

1
Deixe um comentário

avatar
1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
0 Comment authors
Como consultar um veículo de Leilão - Olho no Carro Recent comment authors
  Subscribe  
newest oldest most voted
Notify of
trackback

[…] posts anteriores já disponibilizamos algumas dicas sobre […]

Fechar