Blog

Como saber se meu veículo foi sinistrado e recuperado

Carro Sinistrado

Quer aprender como saber se um veículo é sinistrado e se ele foi recuperado? Leia nosso post abaixo e tire de uma vez todas as seus questionamentos sobre o assunto.

Entre as compras e vendas de automóvel, tal situação é visivelmente comum uma vez que nem sempre é possível enxergar, a olhos nus, se um carro é sinistrado ou não.

E por falar em sinistro, você sabe o que esta palavra significa? De acordo com o dicionário, sinistro é o termo que pode significar desastre, dano material ou prejuízo causado a algum bem segurado. No meio automobilístico, tal expressão é costumeiramente aplicada em meio a seguradoras.

Consulte on-line se o seu veiculo já foi sinistrado ou recuperado: CLICANDO AQUI

E o que é um carro sinistrado afinal?

Um carro sinistrado significa o mesmo que dizer que ele já passou por algum tipo de batida que necessitou do amparo da seguradora. O sinistro pode ser parcial ou total. No primeiro caso, após algum tipo de acidente é possível reparar os danos visto que somados não chegam a 75% do valor de mercado do veículo. No segundo, nos conhecidos casos de PT, é quando não vale a pena arrumar o automóvel e o proprietário recebe a indenização da seguradora.

Na hora de comprar um automóvel vale a pena saber se o veículo já passou por algum tipo de sinistro parcial, visto que além de ter o valor diminuído, o comprador pode sofrer posteriores prejuízos por não ter consciência de tal situação. Veja a seguir como avaliar e descobrir se o veículo pretendido de compra já passou por algum tipo de sinistro como batida ou até mesmo enchente.

Sinistros deixam cicatrizes nos automóveis: Encontre-as!

Comprar um carro usado é sempre uma máquina de mistério e surpresa. Quando a transação é feita em concessionárias, a segurança do funcionamento do veículo é muito maior, visto que tal negociação está prevista no Código de Defesa do Consumidor. Entretanto, para aqueles que optam pela compra de pessoas físicas os cuidados devem ser redobrados.

Carros que já passaram por sinistros podem carregar consigo cicatrizes quase imperceptíveis de tais experiências, afinal, martelinhos de ouro são famosos por consertar absolutamente tudo após uma colisão.

Como não levar gato por lebre nesta circunstância então?

A primeira dica é contratar um profissional para dar uma boa vistoria no carro. Esta deve ser feita com ele seco e bem limpo, em ambiente iluminado a fim de qualquer diferença de tom seja encontrada.

Também é indicado que com os próprios dedos sejam dadas pancadinhas de leve na lataria a fim de verificar se há diferença no barulho. Aproveite para tatear procurando ondulações ou diferenças nas quinas. Tudo isso pode ser indicativo de que o carro já passou um sinistro que lhe foi escondido no momento da negociação.

Por fim, é importante ressaltar que nas documentações grafadas “Sinistro” ou “REM” é preferível não seguir com o processo de compra do automóvel ou aproveitar de uma depreciação maior no valor, em torno de 20 a 30%.

É claro que o vendedor pode assumir uma postura sincera, assumir os sinistros passados pelo carro e negociar um valor justo. Neste caso, vale a pena pôr na balança o que vale mais a pena.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar

Carrinho ({{getQtdItemsCart()}})

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +
Total a pagar: R$ {{getTotal() | number : 2}} Ir para o pagamento