Blog

Descubra quais fatores contribuem na desvalorização de um veiculo na venda

Quais fatores mais desvalorizam um veículo na hora de vender

Existem diversos motivos que potencializam a desvalorização de um veiculo na venda. Alguns deles, inclusive, já foram citados no nosso artigo – Fatores que influenciam o valor de revenda do carro. Mas hoje viemos falar sobre três questões que, além de desvalorizar o veículo na hora da vender, também trazem prejuízos para os futuros proprietários desse automóvel.

Se optar por comprar um carro com um desses três itens, talvez tenha um pouco mais de dificuldades quando quiser vender!

A boa notícia é que todas essas questões podem ser consultadas facilmente a partir de uma consulta veicular (clique aqui para saber mais) .

Portanto, evitando que você seja enganado no momento da negociação de um veículo. Saiba quais são esses três fatores:

Leilão

Veículos com apontamento de leilão possuem uma depreciação de até 60% do valor de mercado, independente da origem do leilão. Bem como, essa informação pode causar além da depreciação alta no valor do veículo, a não aceitação de uma proposta de seguro pela seguradora.

Informe-se sobre esse registro na base de veículos de leilão, que ajuda fechar o negócio com segurança.

Veja também: Vale a pena comprar um carro de leilão?

Sinistro

Um carro sinistrado pode perder até 30% do seu valor de mercado. Em casos de acidentes graves (que prejudicam a estrutura do veículo), esse automóvel sofrerá uma grande desvalorização no momento da avaliação. Veja que, as chances desse veículo apresentar problemas com alinhamento e balanceamento, além de infiltrações ou falhas mecânicas decorrentes da batida são altas. Se essa avaliação não for realizada antes da compra, é possível que o futuro proprietário sofra com esses problemas. Além disso, corre-se o risco da não aceitação do seguro.  

Saiba se o veículo possui sinistro e evite prejuízos futuros.

Roubo e furto

Esse é o principal ponto que contribui na desvalorização veiculo na venda. O Brasil tem 1 roubo ou furto de veículo a cada minuto. Ao mesmo tempo, estima-se que 40% dos carros roubados ou furtados no Brasil não são recuperados. Sendo assim, eles acabam sendo vendidos em território nacional ou em países vizinhos. Esses veículos ultrapassam o problema da desvalorização: é possível que você tenha esse bem apreendido futuramente e perca o seu investimento feito nesse carro.

Por isso, é essencial saber o histórico do veículo antes de fechar o negócio. Caso contrário, é possível que você compre um veículo roubado e tenha problemas com aceitação em seguro. Em último caso, como vimos, e até possível de ser fichado por crime de receptação, que tem pena de 1 a 4 anos de prisão e multa. Ao descobrir que comprou um usado nestas condições, vá até a Polícia Civil para registrar o caso. Evite prejuízos financeiros e outras dores de cabeça.

Em suma, informe-se sobre todo o histórico de um veículo de uma vez!

Talvez você tenha comprado um carro sem saber todo o historico dele. Talvez você não saiba com quem está negociando. Para solucionar problemas para revender, indicamos fazer uma consulta veicular antes de comprar.

Clique aqui para saber mais detalhes da consulta veicular. Salve este link para quando precisar.

Para saber roubo e furto do veículo, se tem passagem por leilão ou se ele possui alguma ocorrência de sinistro, além de demais restrições.

Carros de duas cabeças!

Descubra neste link o que é carro de duas cabeças e como isso desvaloriza o carro na revenda

  • Compartilhe essa informação para um amigo, ela pode ser útil para ele também:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar