Blog

Descubra quais fatores contribuem na desvalorização de um veiculo na venda

Quais fatores mais desvalorizam um veículo na hora de vender

Existem diversos motivos que potencializam a desvalorização de um veiculo na venda. Alguns deles, inclusive, já foram citados no nosso artigo Fatores que influenciam o valor de revenda do carro. Mas hoje viemos falar sobre três questões que, além de desvalorizar o veículo na hora da vender, também trazem prejuízos para os futuros proprietários desse automóvel.

A boa notícia é que todas essas questões podem ser consultadas facilmente a partir de uma consulta veicular. Portanto, evitando que você seja enganado no momento da negociação de um veículo. Saiba quais são esses três fatores:

Leilão

Veículos com apontamento de leilão possuem uma depreciação de até 60% do valor de mercado, independente da origem do leilão. Bem como, essa informação pode causar além da depreciação alta no valor do veículo, a não aceitação de uma proposta de seguro pela seguradora.

Informe-se sobre esse registro na base de veículos de leilão, que ajuda fechar o negócio com segurança.

Veja também: Vale a pena comprar um carro de leilão?

Sinistro

Um carro sinistrado pode perder até 30% do seu valor de mercado. Em casos de acidentes graves (que prejudicam a estrutura do veículo), esse automóvel sofrerá uma grande desvalorização no momento da avaliação. Veja que, as chances desse veículo apresentar problemas com alinhamento e balanceamento, além de infiltrações ou falhas mecânicas decorrentes da batida são altas. Se essa avaliação não for realizada antes da compra, é possível que o futuro proprietário sofra com esses problemas. Além disso, corre-se o risco da não aceitação do seguro.  

Saiba se o veículo possui sinistro e evite prejuízos futuros.

Roubo e furto

Esse é o principal ponto que contribui na desvalorização veiculo na venda. O Brasil tem 1 roubo ou furto de veículo a cada minuto. Ao mesmo tempo, estima-se que 40% dos carros roubados ou furtados no Brasil não são recuperados. Sendo assim, eles acabam sendo vendidos em território nacional ou em países vizinhos. Esses veículos ultrapassam o problema da desvalorização: é possível que você tenha esse bem apreendido futuramente e perca o seu investimento feito nesse carro.

Por isso, é essencial saber o histórico do veículo antes de fechar o negócio. Caso contrário, é possível que você compre um veículo roubado e tenha problemas com aceitação em seguro. Em último caso, como vimos, e até possível de ser fichado por crime de receptação, que tem pena de 1 a 4 anos de prisão e multa. Ao descobrir que comprou um usado nestas condições, vá até a Polícia Civil para registrar o caso. Evite prejuízos financeiros e outras dores de cabeça.

Em suma, informe-se sobre o histórico de roubo furto do veículo ou se ele possui alguma ocorrência ativa de roubo e furto. Além disso, veja se há outros tipos de restrições consultando o veículo a Olho no Carro.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar

Carrinho ({{getQtdItemsCart()}})

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +
Total a pagar: R$ {{getTotal() | number : 2}} Ir para o pagamento