Blog

Dicas de serviços importantes após comprar um carro usado

Olho no Carro

Se você acabou de comprar um usado e não tem bola de cristal para saber como o antigo dono cuidava dele, então tome alguns cuidados para não se decepcionar com o carrão

É como começar do zero. Você deve estar em lua de mel com o novo possante, mas para que esse momento não se transforme em lua de fel é bom traçar um novo plano de manutenção para o veículo. Substituir algumas peças, como a correia dentada, por exemplo, pode evitar danos graves ao motor, assim como a troca correta de óleo pode impedir uma retífica prematura.

CORREIA DENTADA A troca desse componente deve ser a primeira providência depois da compra do carro, pois se ela arrebentar poderá danificar válvulas, pistãos e até bielas, causando um grande prejuízo. Consulte o manual para saber o período de troca e lembre-se de que existem algumas situações (como a do carro que roda muito em regiões poeirentas, de minério etc.) em que a substituição deve ser antecipada. Caso o veículo não tenha manual, peça a um mecânico para dar uma boa conferida no estado da correia.

ÓLEO LUBRIFICANTE A troca do óleo deve ser a segunda medida depois de receber as chaves, pois ele é responsável não só pela lubrificação, mas também pela refrigeração do motor. Se você não sabe quando foi a última vez, o melhor é fazer a substituição e começar a contar a partir daí seis meses ou cinco mil quilômetros, o que ocorrer primeiro, para fazer a próxima troca. É importante lembrar que o filtro também deve ser substituído, para evitar a contaminação do óleo novo. Lembre-se: o produto tem que ter as especificações previstas no manual do proprietário.

PNEUS Eles não devem ter sulcos com menos de 1,6mm de profundidade, “ovos” nas laterais ou rasgos na banda de rodagem, para poderem oferecer segurança. Você também deve ficar atento para saber se o pneu tem as especificações corretas para o seu veículo, como índices de carga e velocidade, pois o antigo dono, para economizar na hora da venda, pode ter colocado pneus diferentes, que não são apropriados para o desempenho do carro. Não esqueça também de calibrá-los corretamente antes de sair por aí. Confira como está o estado do estepe e lembre que ele tem validade entre cinco e seis anos.

FILTROS São baratos e vale a pena trocá-los depois de fechar o negócio. Além dos filtros de combustível e de ar, não esqueça do de cabine, que pode evitar doenças respiratórias e mau cheiro no habitáculo.

LÍQUIDOS Como você não sabe quando o proprietário anterior trocou o fluido de freio e da direção hidráulica e o líquido do sistema de refrigeração, o melhor é levar o carro a um mecânico e pedir que faça a substituição de todos eles.

PASTILHAS E LONAS Assim que puder, faça uma revisão do sistema de freios, trocando, além do fluido de freio, pastilhas e lonas, para evitar que elas danifiquem os discos e os tambores.

CINTO DE SEGURANÇA Todos os cintos de segurança devem ser substituídos depois de batidas frontais, off-set (de quina), laterais ou capotamentos. Portanto, se existe a suspeita de que o carro esteve envolvido em algum acidente e foi submetido a um esforço muito grande, ele poderá não salvar a sua vida da próxima vez. Lembre-se também de que o cinto tem data de validade (ela geralmente fica em uma etiqueta, na fita do cinto).

 

LUZES Peça a um eletricista para checar se todas as luzes externas estão funcionando de forma correta, pois um farol desregulado pode gerar R$ 127,69 de multa e cinco pontos no prontuário; enquanto uma luz de freio queimada vai custar R$ 86,13 e quatro pontos na ficha.

ALINHAMENTO E BALANCEAMENTO São procedimentos relativamente baratos e devem ser feitos logo que possível, para evitar o consumo prematuro dos pneus, o desequilíbrio do carro e o desgaste do sistema de direção.

EQUIPAMENTOS Lembre-se de conferir se o estepe, a chave de roda e o macaco estão em condições de uso, para não ter que ficar no acostamento esperando por uma ajuda. Cheque também se existe triângulo de segurança e o estado dele.

RECALL De acordo com a Portaria Conjunta nº 60 da Secretaria de Direito Econômico (à qual se subordina o Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor – DPDC) e do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), que começou a valer em 17 de março de 2011, veículos que são convocados para recall e não comparecerem têm a ausência marcada no certificado de registro e licenciamento de veículo (CRLV). Consulte o site do Ministério da Justiça (www.mj.gov.br/recall) para saber se existe algum chamado para o veículo e cobre do proprietário anterior o comprovante do comparecimento ao recall. O novo dono pode também consultar o site www.procon.sp.gov.br/recall.asp  e os serviços de atendimento das marcas para saber se existe alguma convocação para o modelo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar

Carrinho ({{getQtdItemsCart()}})

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +
Total a pagar: R$ {{getTotal() | number : 2}} Ir para o pagamento