Blog

Dicas para evitar problemas com as chuvas de verão

Nessa época do ano, chuvas fortes são mais frequentes e podem causar riscos ao motorista e aos veículos. Mas seguindo algumas dicas é possível evitar alagamentos e diminuir a possibilidade de acidentes e prejuízos financeiros.

Alagamentos

Se o nível da água estiver mais alto que a metade da roda, recomenda-se aguardar a água baixar, caso seja possível. Mora em São Paulo? O aplicativo “Aqui Alaga” informa sobre regiões que estão sofrendo com o acúmulo de água e possuem vias parcial ou totalmente bloqueadas.

Como atravessar o alagamento com segurança

Não é recomendado atravessar as enchentes. O ideal é tentar desviar a rota ou esperar a água baixar em uma área segura. Mas se não for possível, há alguns cuidados a serem seguidos para encarar a enchente com mais segurança.

Fique de olho em ônibus e caminhões que estejam trafegando pela área alagada para tentar ver o trajeto com menor profundidade. Antes de entrar no alagamento engate a primeira marcha e mantenha velocidade constante.

Procure se distanciar de outros veículos e mantenha o motor trabalhando entre 2.800 e 3.000 rpm para evitar entrada de água no escapamento. Em carros com câmbio automático, recomenda-se usar a marcha reduzida. É importante não tirar o pé do acelerador nem frear. Também não faça acelerações bruscas, pois o movimento vai gerar uma marola que pode atrapalhar quem vem em sentido contrário e até fazer a água entrar no seu motor.

Além disso, baixe os vidros e fique atento a ruídos estranhos. Se o veículo passou por cima de galhos ou restos de caixotes ou madeira, recomenda-se colocar o carro em um elevador para uma inspeção da parte inferior.

Aquaplanagem

Nos dias de chuva outro risco para os motoristas é aquaplanagem, que acontece quando o pneu perde o contato com o asfalto em pista molhada, fazendo o veículo deslizar. Essa situação é mais frequente nos primeiros 10 minutos de chuva devido ao acúmulo de óleo e poeira no asfalto. Para evitar a aquaplanagem o primeiro cuidado é diminuir a velocidade, veículos a 60 km/h são mais fáceis de controlar que um a 80 km/h.

Se perceber que o carro está deslizando e sem aderência, não freie nem faça movimentos bruscos na direção. Tire o pé do acelerador e mova levemente o volante até obter aderência novamente. Mantenha os pneus em bom estado e devidamente calibrados, isso irá ajudar a mantar o controle.

Carro de alagamento

Os casos mais simples são aqueles em que a água entrou e só encharcou o assoalho, entrando pela porta, por exemplo. Na outra ponta, os mais complexos são os que foram atingidos com o motor em funcionamento, quando o motorista tentava atravessar o alagamento.

Ligue imediatamente para a seguradora, praticamente todas as apólices cobrem danos por enchente. Caso não tenha seguro, leve a um mecânico, que vai avaliar o tamanho do estrago. A experiência mostra que, quanto mais o carro ficar parado, mais complicado é o conserto.

Perda total

A perda total acontece quando o valor do conserto custa pelo menos 75% do valor do veículo. No mercado, no entanto, fala-se que a perda total pode ser decretada no momento em que o painel de instrumentos é atingido.

Consulta veicular

Carros que passaram por situações de enchentes perdem valor de mercado, além de aumentar a chance de problemas mecânicos, no estofado e mau cheiro, se não for feito uma boa higienização. Além disso, veículos com apontamento de perda total possuem uma depreciação de até 60% do valor de mercado. Uma simples consulta veicular evita o risco de comprar um veículo nessas condições, por isso fique de olho.  

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar

Carrinho ({{getQtdItemsCart()}})

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +
Total a pagar: R$ {{getTotal() | number : 2}} Ir para o pagamento