Blog

Dupla transferência de veículo, o que é? Como funciona?

o que é a dupla transferência de veículo? Saiba como esse processo funciona

Quer saber o que é e como funciona a dupla transferência de veículo? Então, leia esse texto e tire as suas dúvidas sobre esse assunto.

O que é a dupla transferência de veículo?

A dupla transferência é o nome dado à transferência de um veículo que não foi regularizado no Detran antes da venda. Esse termo não é utilizado pelo Detran, pois ele considera os processos separadamente. Mas, vamos utilizar esse nome para te explicar uma situação muito comum no mercado de compra e venda de veículos usados.

Assim, você pode evitar problemas e ter um maior poder de decisão nas negociações de veículos.

Como esse processo funciona?

Para que fique mais claro como a dupla transferência funciona, vamos te dar um exemplo: um veículo foi comprado, mas não foi feito o processo de transferência para o nome do comprador e agora você quer negociar esse carro.

Mas, para que a situação possa ser regularizada no Detran, esse vendedor deve cumprir a etapa que não cumpriu anteriormente e passar o carro para o nome dele para, só depois, você poder passá-lo para o seu nome.

Ou seja, deve haver a dupla transferência do veículo. Mas, esse processo não é feito de uma única vez. Devem ser feitos dois processos de transferência separados. Um na responsabilidade do vendedor e outro na sua responsabilidade.

Como fazer a transferência do veículo?

Para que a transferência do veículo possa ser feita, é necessário que todos os débitos estejam quitados. Ou seja, para poder transferir o veículo para o seu nome, o IPVA e as multas devem estar pagas.

Também é necessário fazer a vistoria no Detran. Essa vistoria só não precisa ser realizada se o carro já tiver sido aprovado em algum laudo realizado em até 3 meses antes da transferência.

Vale lembrar que, essa vistoria deve ser feita por meio de uma empresa credenciada ao Detran do estado no qual você mora. Para saber quais são as empresas credenciadas ao Detran do seu estado, basta acessar o site ou ligar para as centrais de atendimento.

Com o laudo da vistoria em mãos, você deve solicitar a transferência do veículo no Detran, via internet ou pelo atendimento presencial.

Quais são as consequências de não fazer a transferência do veículo?

Após a compra do veículo, o comprador tem um período de 30 dias para realizar a transferência. Caso isso não aconteça dentro do prazo, será necessário pagar o valor de uma multa grave, que é cerca de R$ 195,23. Além disso, caso o veículo não esteja regularizado e você seja parado em uma blitz policial, você poderá ter o seu carro apreendido.

Como saber se um veículo está com alguma restrição?

Dependendo do tipo de restrição que um veículo tem, ele não pode ser transferido para o nome do novo comprador. Por isso, antes de comprar veículos usados, o ideal é pesquisar todo o histórico do carro.

No site da Olho no Carro é possível fazer a consulta completa do histórico do veículo, apenas pela placa. Com essa consulta, você vai ter acesso a dados de sinistro, histórico de roubo e furto, gravame, restrições e impedimentos, leilão e muito mais. Além de poder validar os dados cadastrais Nacionais e Estaduais.

Assim, você vai ter muito mais segurança para negociar os veículos que você tem interesse.

Quer fazer a nossa consulta completa e comprar tranquilo? Então, clique aqui.

Enfim, agora você já sabe o que é a dupla transferência de veículos e como fazer para passar um carro para o seu nome. Tem mais alguma dúvida ou quer dar alguma sugestão? Escreva pra gente nos comentários.

  • Compartilhe essa informação para um amigo, ela pode ser útil para ele também:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar