Blog

É melhor completar ou substituir o óleo do motor?

completar ou substituir o óleo do motor

É normal ter dúvidas com relação à troca de óleo do motor. Muitas vezes, por desconhecimento, somos levados a completar o óleo sem que haja necessidade. Veja as nossas dicas e entenda se é melhor completar ou substituir o óleo do motor.

Neste texto você vai saber:

  • Para que serve o óleo do motor
  • Como fazer a checagem correta do nível de óleo
  • Se é melhor completar ou substituir o óleo do motor
  • O que acontece quando o nível de óleo do motor baixa muito rápido
  • Dicas de como aumentar a vida útil do motor do seu veículo

Fuja de problemas na compra de veículos usados!

Veículos usados podem ser resgatados de roubo e furto ou sinistro, terem restrições judiciais e financeiras e muitas outras questões que inviabilizam a compra.

Por isso, antes de comprar, consulte o histórico completo!

Para que serve o óleo do motor?

A principal função desse óleo é lubrificar e limpar as peças do motor e permitir a refrigeração. A falta do óleo no motor, gera atrito entre as peças, desgaste excessivo e, em casos mais graves, o travamento do motor.

Como fazer a checagem correta do nível de óleo?

Primeiramente, é necessário que você espere pelo menos 10 minutos antes de fazer a checagem do nível de óleo do motor. Isso porque, quando o motor ainda está quente, o óleo está em circulação e caso seja feita a medição neste momento, o nível de óleo medido estará abaixo do nível de óleo que o motor realmente tem.

Se você tem dúvidas de quanto tempo deve esperar até medir o óleo e não quer ficar cronometrando, tente seguir esta sequência: abasteça o veículo, faça a calibragem dos pneus e somente depois faça a medição do óleo.

Além disso, é importante que você acompanhe o frentista durante esse processo e se certifique de que ele insere a vareta de medição até o final, pois, caso ele não faça isso, o nível demarcado estará incorreto.

É melhor completar ou substituir o óleo do motor?

Se você seguir a medição correta do nível de óleo, vai perceber que há a diminuição desse nível ao longo do tempo. O que é normal, visto que o motor consome uma parte desse óleo para funcionar. Porém, você só deve se preocupar, quando nível chegar no mínimo indicado. O que acontece, muitas vezes, é que quando o óleo do motor atinge o nível mínimo, já está perto do momento de realizar a troca. Sendo assim, não vale a pena completar, é melhor que seja feita a substituição.

O nível de óleo do motor do meu carro baixou muito rápido. Por que será?

A diminuição acelerada do óleo do motor, normalmente, é causada por dois fatores:

Vazamento

Nem sempre esse vazamento é perceptível no chão. Às vezes ele fica acumulado em alguma parte do protetor ou do agregado e, em alguns casos, pode estar gotejando em alguma parte quente do veículo e evaporando.

Desgaste interno no motor

Normalmente esse desgaste está associado ao retentor de válvula ou aos anéis do motor. No caso do desgaste do retentor, o óleo escorre pelo retentor vai para válvula e queima na câmara de combustão. Já no caso dos anéis, o óleo sobe e também queima na câmara de combustão.

Nem sempre esse problema é perceptível, mas quando é, pode-se perceber uma fumaça branca saindo do escapamento do veículo.

É possível saber o momento certo de trocar o óleo apenas pela cor?

Não! É normal que o óleo escureça e fique mais viscoso ao longo do tempo. O ideal é que você respeite o tempo de troca determinado pelo fabricante, assim você evita problemas.

É importante lembrar que, nem sempre a quilometragem vai ser o único fator a definir o momento certo para realizar a troca do óleo. Isso porque, alguns veículos circulam em condições classificadas como “severas”. Normalmente, esses veículos são os que rodam em grandes cidades, onde há muito trânsito e a temperatura do motor fica elevada por mais tempo.

Nesse caso, é importante estar atento à viscosidade e cor do óleo e, de preferência, ter um mecânico de confiança para te auxiliar.

Outro caso no qual também não se deve levar apenas a quilometragem em conta, é nos carros que rodam por pouco tempo. Os carros que ficam muito parados também sofrem com os problemas relacionados ao óleo do motor. O ideal é que o proprietário do veículo procure andar com o carro com mais frequência, ou pelo menos ligar o motor, para que o óleo possa circular.

Importante: nunca ligue o carro em garagens fechadas, pois o monóxido de carbono liberado na combustão do combustível do carro é extremamente tóxico e, quando inalado, pode levar à morte.

Veja agora algumas dicas para aumentar a vida útil do seu motor:

  • Siga corretamente os prazos de substituição e especificações do fabricante
  • Evite misturar óleos de tipos diferentes (mineral ou sintético) ou completar um óleo antigo com óleo novo
  • Mantenha o motor sempre regulado e faça a substituição das velas
  • Faça a substituição do filtro sempre que trocar o óleo
  • Evite abastecer o veículo com combustível de má qualidade (adulterado)

Precisa de mais alguma informação sobre óleo do motor? Escreva nos comentários.

  • Compartilhe essa informação para um amigo, ela pode ser útil para ele também:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar