Blog

Qual é o melhor momento para trocar o carro? Veja como consultar o histórico do veículo pela placa, antes de comprar

melhor momento para troca

O seu carro está constantemente visitando a oficina? Será que este é o melhor momento para trocar o carro? Caso seus gastos com manutenção no último ano tenham superado 10% do valor do seu veículo, talvez seja interessante considerar a troca. E, caso você esteja pensando em negociar algum veículo usado, aprenda a consultar o histórico do veículo pela placa, para evitar problemas.

Consulte agora o histórico do carro, pela placa ou chassi!

Tenha acesso a informações de roubo, sinistro, alienações, débitos e multas, gravame e muito mais. Ou seja, puxe todo o histórico do carro de uma só vez!

Como saber qual é o melhor momento para trocar o carro? Veja aqui os 5 pontos para analisar

A resposta para essa pergunta depende de diversos fatores. Além dos problemas mecânicos do veículo, é preciso analisar alguns pontos importantes para definir se vale a pena investir em um veículo novo neste momento ou se é melhor esperar. Veja algumas dicas:

1- Acompanhe a variação de preço do veículo

Acompanhar essa variação de preço, permite que você saiba qual foi a valorização ou desvalorização do veículo ao longo do tempo, o que te ajuda a definir qual é o melhor momento de compra do carro usado e evitar perda de dinheiro com um veículo que desvalorize muito rápido.

Com a consulta completa da Olho no Carro, você pode ver um gráfico de variação de preço do veículo.

Esse gráfico permite saber qual foi a variação de preço do carro ou da moto ao longo de 12 meses. Assim, fica mais fácil saber qual é o melhor momento para trocar o carro.

Saiba mais sobre o Gráfico de variação de preço.

É possível também monitorar seu veículo e receba alertas por e-mail!

Além de poder consultar o histórico do veículo pela placa, no nosso site você também pode encontrar um serviço de monitoramento veicular.

Com esse serviço, você receberá alertas quinzenais, via e-mail, sobre multas, débitos e restrições aplicadas ao seu veículo, além de saber qual é a variação de preço do seu carro, segundo a Tabela FIPE e Molicar.

Se interessou pelo monitoramento veicular? Então, clique aqui.

2 – Avalie a quilometragem

Um bom momento para trocar o carro é antes da revisão dos 60 mil quilômetros. Isso porque, a partir daí as revisões começam a ficar mais caras, já que itens como correia dentada, pneus e amortecedores precisam ser trocados. Mas, isso não é uma regra absoluta. Se for bem cuidado durante os anos anteriores, o veículo pode rodar por mais tempo apenas com custos básicos de manutenção, como: pneus, óleos de freio, motor, entre outros.

Outro momento em que a quilometragem começa a contar bastante na decisão de trocar o carro, é a partir dos 100 mil Km.

Pois, um automóvel possui de 3 mil a 4 mil itens e, após essa quilometragem, a probabilidade do veículo quebrar aumenta muito. Portanto, não se iluda achando que o último reparo deixou o carro “novo de novo”. Paralelamente, problemas de fadiga e alterações estruturais dos materiais também acabam aparecendo com o tempo de uso. Portanto, um valor muito acima de 100 mil de quilometragem pode desfavorecer e pesar na hora de vender seu veículo.

Veja também: Qual a quilometragem recomendada para um carro seminovo ou usado?

3 – Cinco anos: fique atento ao tempo de uso do veículo

O tempo de uso também determina a garantia do carro. Sendo assim, para não correr o risco de prejuízos, vale a pena realizar a troca de veículo antes do fim da garantia.

Como é difícil trocar de carro com tanta frequência, os especialistas recomendam que a troca seja feita após cinco anos de uso, para ficar com seu automóvel sem grandes despesas. O motivo disso é que borrachas e plásticos utilizados nas peças dos carros têm uma probabilidade maior de sofrer deformações após esse período.

4 – O tipo de carro também é um fator importante

A recomendação dos cinco anos que citamos anteriormente, não vale para veículos de luxo. Carros de luxo possuem índices de depreciação entre 15% e 20% ao ano. Eles também carregam um outro problema, que é o alto custo de manutenção. Assim, é melhor trocar o carro de luxo a cada 3 anos ou 50 mil km rodados.

5 – Antes de comprar um novo, não se esqueça de consultar o histórico do carro

Escolher um carro para comprar pode não ser uma tarefa muito fácil, principalmente quando pensamos em negociar um veículo usado. Isso porque, os veículos usados podem ter situações em seu histórico que comprometem seu valor de mercado, além de causar problemas judiciais ou de transferência.

Por isso, é importante pesquisar o histórico do carro, antes de comprar. Para isso, você pode acessar o site da Olho no Carro e comprar a consulta completa. Com ela, você vai ter acesso ao histórico do carro e puxar informações como: roubo e furto, sinistro, gravame e leilão. Assim, você vai ter muito mais segurança para negociar qualquer veículo usado e vai poder trocar o carro sem se preocupar.

Clique aqui para consultar o histórico do veículo pela placa!

Por fim, a verdade é que não existe uma fórmula matemática exata para você saber se já é hora de trocar o carro. Mas, seguir essas dicas pode te ajudar a tomar a melhor decisão.

Está interessado em vender seu carro? Já tem um carro novo em vista? Então, leia esse outro artigo do nosso blog: Vender antes ou usar o carro como parte do pagamento?

  • Compartilhe essa informação para um amigo, ela pode ser útil para ele também:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar