Blog

Quer comprar um carro elétrico ou híbrido usado? Veja quais cuidados tomar

Tudo sobre carros hibridos e eletricos

Uma coisa é certa: Carro híbrido (ou elétrico) usado é muito mais barato que um novo.

Com o salto dos carros elétricos no Brasil e o anúncio do Rota 2030, incentivando tecnologias de eficiência energética, diversas marcas começaram a anunciar novos modelos. O até então único modelo desta categoria, o BMW i3, tornou-se um dos mais caros dentre as opções. Os veículos híbridos também estão em alta e são uma ótima opção por funcionarem com dois tipos de motores, um elétrico e outro movido a combustão (etanol ou gasolina).

Mas, se adquirir um veículo zero é algo fora da realidade de muitos brasileiros, imagine adquirir um veículo zero e elétrico ou híbrido que custam no mínimo 120 mil reais e podem chegar até mais de 440 mil reais. Por isso, a alternativa na maioria das vezes é comprar um veículo usado.

Antes de mais nada os modelos geralmente têm garantia de dois anos pela fábrica e a bateria tem garantia de oito anos. Por isso é importante analisar bem o veículo e calcular gastos com a substituição da bateria, revisões e outros tipos de manutenções antes de fechar o negócio.

Vantagens de adquirir um veículo híbrido ou elétrico usado

De fato, os veículos usados desta categoria têm valores bem mais baixos do que os novos. Porém, é válido lembrar que a bateria muitas vezes precisa ser substituída. Por isso, o consumidor precisa pensar muito bem nos prós e contras antes de finalizar a compra. Dependendo do ano e da quilometragem do veículo, o comprador em pouco tempo terá que desembolsar praticamente o valor do carro para comprar uma bateria nova, o que muitas vezes não é vantajoso visto que o valor total se aproximará do valor original de um veículo mais em conta desta categoria.

De antemão, lembramos que todas as revisões precisam ser realizadas em autorizadas, mantendo assim, a garantia. As vantagens de adquirir um veículo usado dessa categoria incluem:

  • Revisões e manutenções mais baratas;
  • Menor valor de desvalorização inicial do veículo;
  • Bateria com alta durabilidade;
  • Menores danos ao meio ambiente;
  • Baixo consumo;
  • Custo de utilização baixo;
  • Veículos mais potentes;
  • Isenção de rodízio municipal na cidade de São Paulo;
  • Menor valor de impostos e tributos.

E as desvantagens?

  • O valor de uma bateria nova para troca pode chegar muito próximo ao valor pago no veículo;
  • Oficinas despreparadas para realizar a manutenção dos veículos de forma correta;
  •  Longo período de recarga das baterias, de seis a oito horas;
  •  Poucos postos para recarga de energia.

Comprar um veículo usado dessa categoria pode ser um sonho que se tornará um pesadelo caso não pesar os prós e contras, por este motivo é importante analisar algumas situações antes de finalizar a compra.

Antes de adquirir seu veículo elétrico ou híbrido, é necessário verificar se as revisões e manutenções foram realizadas dentro do prazo correto e em oficinas autorizadas e capacitadas para realizar este tipo de revisão.

Cheque também se existe uma oficina autorizada perto de você, nunca se sabe quando terá problemas com seu veículo. Dessa forma, por mais que a manutenção seja mais barata, muitas vezes localizar um profissional adequado pode se tornar um grande problema.

Veja também: 6 coisas para não esquecer na hora de comprar um carro usado

Por fim, carro elétrico vale a pena?

É válido mencionar que as preocupações e cuidados na aquisição de um veículo elétrico ou híbrido são praticamente as mesmas que as de um veículo normal, dentre elas, verificar avarias, as revisões, analisar como o antigo dono cuidava do veículo, se os pneus estão em boas condições etc.

Portanto, fazer uma consulta veicular para verificar histórico e procedência antes de efetivar a compra também acaba sendo imprescindível.

Verificar se existe alguma luz de advertência no painel e se a carga da bateria é compatível com o estimado no manual do veículo também é de extrema importância.

Por fim, o híbrido na estrada. Se você gosta muito de viajar, por exemplo, pesquise se durante o caminho você passará em um posto que ofereça o abastecimento elétrico ou faça o cálculo se uma carga durará todo o percurso necessário. Lembrando que assim como toda bateria, conforme o passar do tempo, fica mais fraca, podendo atingir menor quilometragem do que uma bateria nova. Por isso é importante verificar se a compra da bateria compensará no valor final do veículo e saber aproximadamente quantos ciclos de bateria o veículo sofreu. Quanto mais quilômetros rodados, menor a vida útil da bateria.

Veja também: 5 principais problemas mecânicos em carros usados

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar

Carrinho ({{getQtdItemsCart()}})

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +
Total a pagar: R$ {{getTotal() | number : 2}} Ir para o pagamento