Blog

Saiba como modificar seu carro sem tomar multa

carro turbinado

Se você já assistiu algum dos filmes da franquia “Velozes e Furiosos”, provavelmente, ficou com vontade de fazer algumas modificações em seu veículo: rebaixar, deixar o motor mais potente e trocar as rodas por outra mais estilosas.

Mas antes de “turbinar” ou fazer modificações em seu carro é preciso pedir uma autorização ao Detran e seguir as regras estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Caso as modificações em seu veículo sejam consideradas ilegais, você terá de desfazer as alterações feitas para que ele retorne às suas características originais.

Rodar em veículos alterados sem a documentação gera multas e cinco pontos na carteira. Modificações podem dar mais potência e deixar seu carro único, mas pode causar problemas mecânicos se não for feito por um especialista, além de dificultar a revenda.

Carro turbinado

Turbinar um veículo é fazer com que o seu motor adquira potência, não sendo necessárias modificações no tamanho do motor. A técnica consiste em colocar o turbo no escapamento para que a expulsão dos gases seja facilitada. Ocorre um reaproveitamento da energia produzida que ativa o turbo e transfere mais ar comprimido ao motor, aumentando a potência.
Um veículo turbinado pode ter a sua potência aumentada em até 50%. Mas as leis de trânsito brasileiras permitem que um veículo que transita em vias públicas tenha um aumento de 10% em relação à potência original.

Rebaixamento

De acordo com as normas estabelecidas pelo Contran, a suspensão do veículo tanto pode ser regulável quanto fixa. E a altura mínima permitida do chão para o veículo é dez centímetros. Saiba que, se você for flagrado dirigindo veículo rebaixado em desacordo com as normas, a autoridade de trânsito poderá aplicar multa e reter o seu veículo até que ele seja regularizado.

Rodas e pneus

A alteração das medidas de rodas e pneus é autorizada, mas apenas seguindo as diretrizes do Artigo 8º do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Em síntese, é proibido diminuir ou aumentar o diâmetro externo do conjunto roda/pneu. Além disso, o novo pneu deve ter a capacidade de carga igual ou superior a do original. Outra regra que deve ser considerada é que as dimensões não podem ser desproporcionais, ao ponto dificultar ou impedir que o veículo faça uma curva mais fechada. A alteração inadequada é considerada infração gravíssima, punida com multa e apreensão do veículo.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar

Carrinho ({{getQtdItemsCart()}})

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +

{{i.title}}

R$ {{(i.price * i.amount) | number : 2}}
- +
Total a pagar: R$ {{getTotal() | number : 2}} Ir para o pagamento