Blog

Transferência do veículo: como funciona? Qual é o valor?

como transferir um veículo

Você tem dúvidas sobre como funciona e quais são as taxas que você deve pagar para fazer a transferência do veículo? Então, vamos te explicar.

Neste texto você vai saber:

  • Quais documentos são necessários para fazer a transferência do veículo
  • Quanto custa esse serviço
  • Como fazer a transferência do veículo online
  • Se é possível transferir um veículo com débitos, multas ou financiamento
  • O que é comunicado de venda

Quer saber se um veículo tem alguma restrição antes da transferência?

Então, consulte agora o histórico completo do veículo. Saiba informações sobre débitos e multas, sinistro, gravame, leilão, roubo e furto e muito mais!

Quais documentos são necessários para fazer a transferência do veículo?

Os documentos necessários são:

  • CRV (Certificado de Registro do Veículo) assinado pelo vendedor e com reconhecimento de firma no cartório
  • RG ou CNH
  • CPF
  • Comprovante de residência
  • Laudo da vistoria que é feita pelo Detran
  • Comprovante do pagamento das taxas do serviço

* É necessário apresentar os documentos originais e também uma cópia simples de cada um. Além disso, o comprovante de residência solicitado pelo Detran precisa estar em nome do proprietário do veículo e ter menos de seis meses desde a sua expedição.

Quanto custa esse serviço?

Primeiramente, o valor do serviço de transferência varia de acordo com o Detran de cada estado. Para se ter uma ideia, a taxa em São Paulo é de R$ 204,26, enquanto na Bahia é R$ 208,40 e no Rio Grande do Sul o mesmo serviço custa R$ 235,31.

Além disso, é importante lembrar que, caso você opte por realizar a transferência do veículo por meio de um despachante, o valor será maior.

Como fazer a transferência do veículo online?

Antes de tudo, para efetuar a transferência do veículo online, ou de forma presencial, é importante que você verifique se não há nenhum débito em aberto, como IPVA ou multas.

Além disso é preciso fazer um laudo de vistoria no Detran, caso o seu veículo não tenha sido aprovado em nenhum laudo nos 3 meses anteriores à transferência. Esse laudo deve ser feito por empresas credenciadas. Se você quiser consultar quais são as empresas credenciadas pelo Detran SP, clique aqui.

Se você não é do estado de São Paulo, você deve encontrar essa informação no site do Detran do seu estado. Para isso, clique no link referente à sigla do estado no qual você mora, para ser redirecionado ao site do Detran: AC; AL; AP; AM; CE; DF; ES; GO; MA; MT; MS; PA; PB; PR; PE; PI; RJ; RN; RS; RO; RR; SC; SE; TO.

Em seguida, basta fazer a solicitação de transferência através do site do Detran. Clique aqui para fazer a solicitação no Detran SP. Após isso, é preciso aguardar a confirmação que será enviada pelo Detran, via e-mail.

É possível transferir um veículo com débitos, multas ou financiamento? 

A transferência com débitos e multas em aberto não pode ser realizada. Ou seja, é necessário quitar todas as pendências antes de realizar a transferência do veículo.

Já os veículos financiados, podem ser transferidos desde que haja comum acordo com a empresa financeira responsável pelo financiamento. Nesse caso, o novo comprador deve arcar com o pagamento das parcelas restantes e o novo documento (CRV) deve estar com a alienação ativa.

O que é comunicado de venda?

O comunicado de venda é um recurso que o Detran disponibiliza para que os proprietários possam se resguardar. Pois, ao fazer esse comunicado, o antigo proprietário do veículo, não é responsabilizado pelas multas e outros débitos adquiridos pelo comprador, caso ele não complete a transferência do veículo. Ou seja, deixando-o em nome do antigo dono. Esse serviço também pode ser feito por meio do site do Detran do seu estado. Basta utilizar os links disponibilizados anteriormente.

Veja agora um resumo sobre as coisas mais importante com relação à transferência de veículo:

1 – Veículos com multas ou débitos em aberto não podem ser transferidos.

2 – O comunicado de venda é importante para se resguardar de problemas com o novo proprietário do veículo.

3 – Veículos financiados precisam da autorização da empresa financeira para serem transferidos. Além disso, as parcelas restantes passam a ser de responsabilidade do novo proprietário.

4 – Após ser assinado o documento de transferência, o novo proprietário tem até 30 dias para estar com a posse do novo CRV. Pois, caso seja ultrapassado esse tempo, ele deverá pagar o valor referente ao de uma multa grave.

5. O próprio Detran permite que seja feita a consulta de débitos, restrições e vistorias do veículo. Assim, é possível saber qual é a situação do veículo e se há alguma pendência.

Mas, para fazer essa consulta é necessário saber o número do Renavam do veículo. Então, caso você pretenda consultar um veículo do qual você não sabe o número do Renavam, você pode descobrir por meio da nossa consulta de dados cadastrais, basta saber o número da placa.

  • Compartilhe essa informação para um amigo, ela pode ser útil para ele também:

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Fechar